Mais Ciência, Melhor Sociedade

 

Os diálogos Mais Ciência, Melhor Sociedade estão orientados para estimular a discussão da atividade científica e tecnológica em curso em Portugal por investigadores no âmbito do Programa de Estímulo ao Emprego Cientifico, no âmbito de uma estratégia para a próxima década e com especial impacto na concretização da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, tendo como base os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Inclui sessões que pretendem estimular o debate sobre a participação de Portugal e das instituições Portuguesas no futuro 9º Programa Quadro Europeu para a Investigação e Inovação, 2021-2027, “Horizon Europe”.

 

Mais Ciência, Melhor Sociedade inclui sessões de apresentação da atividade cientifica dos novos investigadores, da sua experiências e expectativas, e ainda a apresentação de planos de emprego científico por responsáveis institucionais.

 

As sessões, a iniciar em Lisboa e no Porto, terão continuidade num ciclo de encontros em Centros Ciência Viva, a realizar a partir de Novembro, em todo o país. Estas sessões, orientadas para os mais jovens e a população escolar, são abertas ao público.

 

As apresentações que integram os programas dos encontros Mais Ciência, Melhor Sociedade são asseguradas por investigadores e responsáveis de instituições apoiadas no âmbito do Programa de Estímulo ao Emprego Cientifico em 2018, abrangendo :

 

500 contratos de trabalho de investigador doutorado em todas as áreas científicas e em quatro categorias contratuais: i) 276 contratos de Investigador Júnior; ii) 154 de Investigador Auxiliar; iii) 66 de Investigador Principal; e iv) 4 de Investigador Coordenador;

400 contratos de trabalho de investigador doutorado em todas as áreas científicas no âmbito de 58 planos de emprego científico por instituições e/ou consórcios de instituições;

Mais de 3600 contratos de trabalho de investigador doutorado em todas as áreas científicas no âmbito de novos projetos de I&D e da aplicação do novo regime legal de estímulo ao emprego científico;

 

 

mais informações: AQUI

Publicado em 29.10.2018