Cooperação transfronteiriça em aeroespacial

AERIS é o acrónimo do projeto de investigação ancorado na promoção da inovação empresarial e cooperação entre os “cluster” aeroespaciais da região transfronteiriça Andaluzia-Alentejo, com o objetivo de impulsionar o uso eficiente das infraestruturas na área territorial e promover a colaboração público-privada em todos os âmbitos relacionados com a inovação do sector aeronáutico.

Promovido pela Cámara Oficial de Comercio, Industria y Navegación de Sevilla (CCSEV), o consórcio é constituído por 10 parceiros portugueses e espanhóis, onde se incluí a Universidade de Évora para o desenvolvimento de atividades, intercâmbio de experiências e transferência de conhecimento com base no uso eficiente de centros tecnológicos, incubadoras de negócios e parques industriais, contando para tal, com um orçamento global de 1.571.360,50€ financiado através do Programa de Cooperação INTERREG V A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020, dos quais 75% através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional".

Nos últimos anos a aeronáutica tem assumido destaque na região Alentejo através da implementação de importantes investimentos no setor, pelo que a Universidade de Évora vêm apostando significativamente na formação de quadros qualificados nesta área, contribiundo para a melhoria da competitividade das empresas a operar neste setor, e estabelecer uma maior aproximação entre o tecido empresarial e a academia, estimulando a criação de startups aeronauticas.

Estima-se que sejam beneficiadas diretamente 125 empresas, algumas delas a trabalhar em colaboração com centros de investigação, e ver aprovadas 15 patentes, estando previstas medidas de diagnósticos de inovação empresarial a efetuar a empresas das duas  regiões, 20 delas sediadas no alentejo, aproveitando a experiência do “cluster” Andaluz para dar robustez ao da região alentejana, veinculado em parcerias com os grandes investimentos que estas regiões viram crescer nos seus territórios, a EMBRAER e a AIRBUS.

Este projeto é “um passo significativo no caminho do desenvolvimento da nossa região” avançou Paulo Quaresma, Vice-Reitor da UÉ no Encontro AERIS que decorreu no passado dia 11 de abril na Universidade de Évora, expondo o panorama atual nesta área estratégica para Universidade, avançando ainda que em breve será divulgado o nome do investigador que conduzirá os destinos da nova Cátedra criada por esta instituição de ensino superior, na área da aeronáutica.

José Cordeiro, Presidente do 'cluster' português da Aeronáutica, Espaço e Defesa (AED), recordou na mesma sessão que a “economia é baseada no conhecimento, e sem conhecimento não é possível haver quadros qualificados”, salientando que “estes polos tecnológicos têm sempre origem em Universidades”, num setor que emprega "cerca de 840 mil pessoas na Europa e apresenta um volume de negócios na ordem dos duzentos e vinte mil milhões de euros, valor equivalente ao PIB Português".

Publicado em 12.04.2018
Fonte: GabCom | UÉ