A Universidade de Évora no SKA - Square Kilometer Array

A Universidade de Évora (UÉ), através do Departamento de Matemática, participa no SKA - Square Kilometer Array, uma infraestrutura científica que vai instalar cerca de 10 mil radio-antenas , maioritáriamente na África do Sul e na Austrália, com o objetivo de mapear o Universo em alta resolução. A primeira fase do SKA (SKA1) conta com um orçamento de 650 milhões de euros, esperando-se que venha a contribuir para avanços científicos revolucionários.

Esta infraestrutura pretende criar condições para dar resposta a questões da ciência fundamental, como a história do Universo, a matéria escura, ou condições para o aparecimento de vida extraterrestre, estando prevista a implementação de centros para testes em Portugal.  

Ocupando uma superfície com um milhão de metros quadrados (1.000.000 m2), as cerca de 10 mil radio-antenas a instalar permitirão a análise de enormes áreas do céu em paralelo. O computador central do SKA terá uma capacidade de processamento de cerca de cem milhões de PCs.

A fase de pré-construção iniciou-se em 2012, e irá prosseguir até ao final desta década, implicando a intervenção em design detalhado, implementação, trabalho de I&D e preparação contratual para que o SKA possa avançar para a fase de construção, prevista entre 2018 e meados da década de 2020.  

O consórcio ENGAGE SKA Portugal, é liderado pelo Instituto de Telecomunicações (IT),  e integrado pelas Universidade de Aveiro, Porto e Évora, bem como o Instituto Politécnico de Beja, o Polo de Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica (TICE) e diversas empresas.


 

Publicado em 26.09.2017
Fonte: GabCom | UÉ