Horizonte 2020 (2014-2020): novos concursos a 11 de Dezembro

Neste  contexto de grandes desafios para a Europa e, em particular, para Portugal, somos  de novo postos à prova na nossa capacidade de organização estratégica e de  conseguir uma boa articulação entre os vários setores da cadeia de valor, com  vista à internacionalização e à inovação para um mercado dinâmico e  competitivo.

Espera-se uma transferência de conhecimento mais efetiva, partindo  da investigação fundamental para o desenvolvimento de tecnologias e sua aplicação  até à entrada no mercado, assim como para a exploração de respostas a problemas  globais.

Irão  abrir concursos nas três prioridades do H2020, Pilar I, Ciência Excelente;  Pilar II, Liderança industrial e o Pilar III, Desafios Societais assim como em  instrumentos de financiamento transversais.

No  Pilar I encontra as Acções Marie Curie, os concursos do European Research Council (ERC) e as Infraestruturas de  Investigação. Surgem, também, as Tecnologias Futuras Emergentes, FET, inicialmente  apenas dedicadas ao TIC mas que são agora abertas a todos os domínios  científicos.

No  Pilar II, na Liderança em Tecnologias Industriais Facilitadoras (LEIT), estão as  TIC, as Nanotecnologias, os Materiais, as Biotecnologias, a Produção Industrial  e o Espaço. Dispõe ainda de medidas de apoio ao Acesso ao Financiamento de  Risco e o Programa de Inovação para as PME (incentiva todas as formas de  inovação em todos os tipos de PME).                 Os desafios  Societais (DS), que implicam uma resposta colaborativa multidisciplinar, intersetorial  e internacional, estão no Pilar III: DS1, Alterações Demográficas e Bem-estar;  DS2, Bio economia, Alimentação, Agricultura e Agua; DS3, Energia Segura, Limpa  e Eficiente; DS4, Transportes Inteligentes, Verdes e Integrados; DS5, Ação  Climática, Ambiente, Gestão Eficiente de Recursos e Matérias-primas; DS6,  Sociedades Inclusivas, Inovadoras e Reflexivas e, finalmente, DS7, Sociedades  Seguras.

Há ainda  instrumentos que visam uma aproximação da sociedade à ciência (Science with and for  society). Finalmente, Portugal está numa posição especialmente  favorável quanto ao programa preconizado para melhorar a capacidade de  participação das instituições de ensino superior e de investigação nos  programas europeus, o Widening, que engloba  as Era-Chairs, o Teaming e o Twinning.

 

Organização: GPPQ
Em 11.12.2013